EDU FALASCHI: Carioca Club – São Paulo/SP – 23/07/2017

São Paulo, 23 de Julho de 2017, foi uma noite de nostalgia e emoção para os fãs de Angra.
Edu Falaschi, Aquiles Priester e Fábio Laguna se reuniam novamente após anos de vossas saídas do Angra, para novamente, executar clássicos da fase mais brilhante de suas carreiras.

A abertura dessa grande noite ficou por conta da banda Attractha, que teve seu mais recente trabalho “No Fear To Face What’s Buried Inside You” produzido pelo próprio Edu Falaschi.
A banda subiu no palco mostrando a todos a que veio, e não tinha vindo para brincadeiras. Iniciou seu repertório com a pesadíssima “Bleeding In Silence” já emendando com “213”, “Move On”, “Victorious” e “Payback Time”. Depois da sequência ininterrupta de 5 músicas, a banda finalmente fez uma pausa para falar com os fãs, fazer agradecimentos a produção do evento, amigos e aos fãs, e também, para anunciar a última música de seu curto repertório. A banda encerrou o show com a música “Unmasked Files”, deixando todos os presentes impressionados com a qualidade técnica que a banda demonstrou em palco.

A banda deixa o palco, e a equipe da banda de Falaschi já assume o palco correndo para deixar tudo pronto para o grande espetáculo. Mesmo com tudo aparentemente pronto, o show principal teve um atraso de aproximadamente 40 minutos, gerando gritos de “Começa” vindos da plateia.

Eis que as luzes se apagam, e é possível ouvir “Deus La Volt!” ecoando pelas caixas de som da casa, as cortinas se abrem dando vista para o lindo e gigantesco kit de bateria de Aquiles Priester. Aquiles, Fabio, Diogo, Raphael e Roberto surgem no palco e iniciam a execução de “Spread Your Fire”, e eis que surge no palco o artista mais aguardado da noite, o majestoso Edu Falaschi, levando o Carioca Club completamente abarrotado a loucura total. Sem descanso, a banda já emendou as clássicas “Acid Rain” e “Running Alone” do álbum “Rebirth”, e então, visivelmente emocionado com a euforia e recepção extremamente calorosa do público, a estrela maior da noite, Edu Falaschi, finalmente vai se comunicar com os mais de mil fãs ali presentes e a produção que junto com a banda, trabalhou arduamente para que esse projeto pudesse se tornar realidade. Com um belíssimo violão de 12 cordas em mãos, Edu dá início a música “Wishing Well” e em seguida uma grande surpresa, “Caça e Caçador” do EP “Hunters And Prey”, que veio seguida da veloz e pesada “Angels And Demons”.

Novamente, Edu conversa com os fãs e pergunta se já tem alguém ali cansado, e fala
“Eu sei que hoje é domingo e a maioria aqui trabalha amanhã, mas o plano é fazer um show longo para vocês. Beleza?” e a resposta dos fãs para a fala veio em forma de gritos vindo de todos os presentes. Com a resposta do público, a banda já engatou com as músicas “Heroes Of Sand” e “Breaking Ties”.

Agora, sozinho no palco com o seu violão, Edu começa a conversar com seus fãs, que por sua vez, começam a clamar pela música “Pegasus Fantasy”, e Edu atende ao chamado do público mandando uma versão acústica da música que ele gravou para a abertura do anime “Cavaleiros do Zodíaco” e também executou a música “Trem das Onze” de Adoniram Barbosa.

Após a execução das músicas acústicas, Edu comenta sobre um convite que recebeu após gravar a música “Pegasus Fantasy”, um convite meio inesperado, o convite recebido foi para que Edu gravasse a música do desenho animado Bob Esponja Calça Quadrada, que foi recusado.

Agora com a banda toda em palco novamente, Edu solicita a ajuda dos fãs para cantar a próxima música do set, a música que, talvez, foi a execução mais emocionante da noite, “Late Redemption” que foi executada em um dueto entre Edu e o público, Edu cantou as partes em inglês, e o público em um coro uníssono, as partes em português, que originalmente foi gravada por Milton Nascimento.

Depois da calmaria, algo mais pesado estava por vir. A banda deixa o palco, ficando somente a o mestre Aquiles Priester, para a perfeita execução de seu famoso “PsychOctopus Solo”. O solo de aproximadamente 6 minutos terminou com Aquiles ficando de pé em sua bateria e aos gritos de “AQUILES! AQUILES! AQUILES!” vindo de todas as partes.

A banda retorna ao palco de e já começam a reproduzir as músicas “Temple of Hate”, “Bleeding Heart” que tocou o coração e encheu os olhos de muitos fãs de lágrimas, acompanhada de “Millenium Sun”.

O show já estava se encaminhando para sua reta final, então, a banda fez mais uma parada. Edu aproveitou a oportunidade para mais uma vez agradecer a todos os envolvidos naquele evento, e também apresentou a banda para o público, na apresentação do guitarrista Roberto Barros gritos de “Safadão! Safadão! Safadão!” vieram do público, Roberto até brincou dançando um arrocha com sua guitarra, e Edu respondeu ao público: “Vocês são desgraçados mesmo. Mas pior que ele parece com o Safadão mesmo!”. O membro da banda mais ovacionado foi o baterista Aquiles Priester, que saiu de trás de sua gigantesca bateria e foi para frente do palco, pegou o microfone das mãos de Edu, se virou para o público e disse “Vou falar para uma coisa para vocês… Eu estava com saudades pra caralho dos fãs do Angra. Queria agradecer vocês por estarem proporcionando essa noite, e principalmente, ao Fabio Laguna, que tornou possível minha reaproximação com o Edu, e foi ai que decidimos deixar os últimos anos de lado e iniciar um novo ciclo”. Aquiles também aproveitou para “apresentar” o vocalista Edu Falaschi para o público, com a seguinte fala “Gostaria de apresentar para vocês, um dos maiores vocalistas do Metal Melódico do Mundo, o cara que deu uma nova perspectiva para o Metal Melódico, o Power Metal do mundo. O compositor e interprete dos dois dos maiores álbuns da história do Metal Nacional e do Metal Melódico Mundial, o autos dos álbuns Rebirth e Temple of Shadows…. EDU FALASCHI!” os dois velhos amigos se abraçaram, e retornaram aos seus postos para retomar o show.

A banda retomou o show com “Waiting Silence” e “Live and Learn”. Após a execução das músicas, a banda deixa o palco. Após alguns minutos, a banda retorna ao palco para a BIS, o público vai a loucura quando Aquiles aparece atrás da bateria vestindo sua máscara de Polvo. O retorno da banda ao palco foi marcado por “Rebirth” e a saideira da noite, “Nova Era”, que teve o refrão cantado em alto e bom som pelo público.
Os músicos deixam o palco visivelmente felizes, sendo extremamente ovacionados pelo público.

E nós da equipe da Over Metal gostaríamos de destacar a performance dos músicos Roberto Barros, Raphael Dafras e Diogo Mafra, que foram convocados para esse grande projeto e que executaram suas tarefas com extremo profissionalismo, especialmente o guitarrista Roberto Barros, que ficou encarregado de interpretar as linhas de guitarra de Kiko Loureiro, e que a fez com extrema fidelidade.

Set-List Edu Falaschi
Deus La Volt (Intro)
1 – Spread Your Fire
2 – Acid Rain
3 – Running Alone
4 – Wishing Well
5 – Caça e Caçador
6 – Angels and Demons
7 – Heroes of Sand
8 – Breaking Ties
9 – Pegasus Fantasy
10 – Trem das Onze
11 – Late Redemption
12 – Psychoptus Solo
13 – Temple of Hate
14 – Bleeding Heart
15 – Millenuim Sun
16 – Waiting Silence
17 – Live and Learn
18 – Rebirth
19 – Nova Era

 

Set-List Attractha
1 – Bleeding In Silence
2 – 231
3 – Move On
4 – Victorious
5 – Payback Time
6 – Unmasked Files

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *